terça-feira, 17 de junho de 2014

"COPA DA CONSCIÊNCIA" e seus reflexos nas empresas: Como aproveitar para extrair o melhor de seus colaboradores

Isso é verdadeiro!
Afinal, nós brasileiros, gostamos de futebol desde antes de nascer.
Fica quase impossível de se conter durante uma Copa do Mundo essa nossa paixão pelo esporte bretão.

Então, como aproveitar esse momento, especialmente quando estamos a sediar mais uma edição por aqui?
Eis um interessante texto que compartilho, para que possa fazer sua reflexão e compartilhar para seus colaboradores.
É um excelente ponto de vista, que poderá ajudá-lo a entender e principalmente aplicar para você, sua equipe e sua empresa, nesses dias em que vivemos e nos emocionamos com essa competição.
Boa leitura e Excelentes negócios!!


Texto de Colin Dyer, extraído de LINKEDIN.

"A febre do futebol vai dominar a vida - e hábitos de trabalho - de fãs ao redor do mundo até que um novo campeão da Copa do Mundo seja coroado no Rio de Janeiro em 13 de julho. 
A cada quatro anos, os canais de mídia buscam quantificar a produtividade dos negócios perdidos para a concorrência enquanto as pessoas acompanham os jogos em suas mesas durante o dia ou acordam grogues depois de assistir aos jogos durante a noite em fusos horários muito distantes do Brasil.
Bons gerentes de negócios se antecipam e respondem ao que está acontecendo no mundo real. 
Então, se nada menos do que uma queda de energia pessoal e mundial é susceptível de levar as mentes e os olhos das pessoas fora da Copa, talvez devêssemos ver o torneio como um seminário de gestão que durou um mês, uma série de momentos de ensino e aprendizagem.

Pense, por exemplo, sobre:

Crescimento Orgânico ou Fusão e Aquisição? 
Como você constroe uma equipe vencedora? 
Muitas vezes é uma combinação de crescimento orgânico e aquisições. Jogadores criados internamente constroem profundidade para uma equipe, enquanto contratações de grandes nomes e contratações caras podem re-vitalizar um ataque e pagar dividendos imediatos. 
O desafio de gestão é atingir o equilíbrio certo entre os dois acima e integrar estrelas adquiridas para a cultura da equipe (ou da sua empresa).

Capacitação: 
Se deixar de praticar está a praticar o falhar. 
Realize uma nova apresentação de negócios ou bata um pênalti sem estar devidamente treinado e preparado, e você não pode sair com uma vitória. Equipes e empresas têm responsabilidades para capacitar seus jogadores com as habilidades que eles precisam para ter sucesso. 
As pessoas precisam colocar essas oportunidades para trabalhar para si próprios, suas organizações e seus fãs ou clientes.

Gestão de Desempenho: 
Performances medíocres não têm nenhum lugar para se esconder quando cada movimento é examinado, reproduzido em câmara lenta a partir de vários ângulos, e transmitida imediatamente via mídia social. 
Pode ser difícil para um gerente colocar na reserva ou retirar do jogo um superstar de alto valor que não executa em uma situação de jogo. 
Mas para uma equipe ou empresa poder ganhar, isso pode ser uma escolha necessária.

Ética, Confiança e Transparência: 
As mídias sociais e os replays também expõem e divulgam o jogo impróprio ou desonesto. 
O jogador que simula uma queda pode escapar de uma punição no campo, mas suas ações não irão passar despercebidas. 
Além disso, nos negócios e no esporte, quando as regras não são transparentes, você não pode confiar no ambiente.
Regras campo de futebol são transparentes; a FIFA não é.
A maioria das empresas não têm o benefício de replay instantâneo. 
Mas, como os acontecimentos dos últimos anos têm demonstrado muito claramente, as empresas que abandonam o elevado terreno da ética ou que fazem negócios obscuros podem incorrer em enormes custos, tanto econômica e, muitas vezes, muito pior, em termos de reputação.

Local, regional e global: 
Assim como muitas empresas se esforçam para operar com sucesso nos mercados locais, regionais e globais, assim também fazem as equipes de futebol: a partir de ligas do clube, para jogos internacionais a nível regional, a competição mundial na Copa do Mundo e Olimpíadas. 
Sucesso em todos os três cria campeões mundiais.

Globalização e Novos Mercados: 
Assim como a globalização leva as empresas a novos mercados ao redor do mundo, o futebol encontra mercados emergentes, também. 
A África está em ascensão no cenário do futebol do mundo, assim como acontece com empresas multinacionais. 
Uma distinção interessante entre negócios e futebol: 
Enquanto dois países mais populosos do mundo, China e Índia, se apresentam altamente nos planos de empresas globais, nenhuma delas vai entrar em campo no Brasil (a China se classificou em 2002.)

Liderança: 
As equipes só tem a ganhar com bons líderes. 
Líderes fortes, seja um técnico ao lado do campo, um líder dentro de campo, ou um CEO corporativo ou mesmo um gerente de linha, podem fazer a diferença entre vencedores e perdedores também.

Trabalho em equipe: 
Técnicos, treinadores, nutricionistas...
Não são apenas cerca de onze jogadores em campo. 
As melhores equipes investem em uma gama de recursos e estruturas de apoio para garantir que os jogadores maximizem a chance de sucesso. 
As melhores empresas oferecem níveis similares de apoio e recursos para seus melhores jogadores.

Paixão: 
Fãs apoiam equipes que jogam com paixão. 
Clientes apoiam os parceiros de negócios que trabalham com paixão por eles. O resultado? 
Parcerias valiosas a longo prazo. 
É muito mais fácil e muito mais rentável reter um fã satisfeito ou cliente do que criar um novo relacionamento.

Marca: 
Estrelas do futebol, como as empresas, sabem o valor de criação de marcas memoráveis. 
Recentemente, o nosso nome foi encurtado no mercado para JLL da Jones Lang LaSalle, e estamos muito satisfeitos com o resultado. 
Mas francamente, isso vai levar tempo para o nosso novo nome para competir com os gostos de Ronaldo, Xavi, Chicharito ou praticamente todas as estrelas do Brasil de Pelé a Neymar
Mesmo o presidente do Brasil durante a Copa do Mundo de 2010 foi por um único nome: Lula.

Sorte do sorteio: 
No final do dia, às vezes uma equipe ou empresa realmente precisa da bola a saltar o seu caminho. 
Mas, atendendo a prioridades como as acima resumidas, os melhores competidores tendem a ganhar apesar da sorte do sorteio.

Aproveite a Copa do Mundo! 
Mas, por favor seja multitarefa: 
Continue trabalhando produtivamente como você elogia seu time favorito.


PS: Se gostou, compartilhe com sua rede de contatos aí na empresa e nas redes sociais. Se tiver dúvidas ou queira compartilhar suas sensações, deixe seu comentário e conversamos. Syn! Vibro que aprecie muito!

curta.contate.siga.vamos.juntos

     

segunda-feira, 16 de junho de 2014

"COPA DA CONSCIÊNCIA" e o exemplo japonês _ os Sensos do "5S" na veia!

A Copa do Mundo de Futebol oferece, além do espetáculo do esporte, uma rara e muito interessante oportunidade para a observação e integração de Seres Humanos que vivem nesse pequeno planeta redondo.
E uma das curiosidades se refere à maneira que os povos vivem em suas localidades, seus hábitos e a forma como interagem entre si e com o meio ambiente.
Essas interações indicam o grau de relacionamento e respeito com seus próximos (do mesmo país) e nesse momento da história incluo esses dois graus também com o meio ambiente (suas casas, quarteirões, bairros, cidades, estados e país).

Dentro desse escopo, ganhou destaque uma notícia, que segue logo abaixo.
Porém, antes é preciso destacar alguns pontos sobre o Japão:



Esse povo mora numa ilha cujo território ocupa a 61a. posição em área ocupada, com 377.944 km quadrados foi totalmente derrotado em 1945, quando se rendeu ao EUA.
Somente por comparação, essa extensão é 22,5 X menor que o Brasil e 50% maior que o estado de São Paulo.
E de forma trágica, como sabemos...
Ficando destruída em todos os sentidos: fisicamente, economicamente, socialmente e  principalmente em sua auto-estima.
Sabe aquela sensação que vivemos quando a seleção brasileira sai de uma Copa do Mundo?
Pois expanda isso por um milhão e sentirá o que aqui lhe conto.

Depois que capitulou, formou-se uma força-tarefa que incluiu, além dos dirigentes do país, outros participantes da sociedade local e internacional.
Dentre esses internacionais destaco Juran e Deming, conhecidos como os Papas da Qualidade.
E um dos pontos de base foi a adoção do Ciclo PDCA como instrumento de guia. E pelo qual, toda a sociedade japonesa (do dirigente maior até o mais humilde cidadão) foi instruído a entender e praticar, dia e noite.

Alguns anos depois, surgiu, como parte desse trabalho unido, uma filosofia composta de apenas cinco sensos, que se tornou popularmente conhecida como a filosofia dos "5S".
Que são os Cinco Sensos da Qualidade: 
SEIRI, SEITON SEISO, SEIKETSU e SHITSUKE.

São tão simples, mas tão simples, que assim como o PDCA, requerem uma permanente e atenta sensibilidade para sua vivência.

Pois os japoneses, entendendo que precisariam reiniciar do zero seu país (que maravilhosa oportunidade e gigante humildade, concorda?) adotaram esses dois instrumentos e mais alguns e em apenas 35 anos tornaram-no uma das maiores economias sociais do planeta.

Nessa filosofia, tudo começa dentro do Ser Empresa.
Uma vez assimilado por todos, do diretor ao porteiro, naturalmente avança para dentro das casas e das famílias dos colaboradores.
E assim, similar como quando você joga uma pedra num lago e cria ondas concêntricas, isso vai atingir outras casas e famílias ao redor, os bairros, as cidades e todo o país.
E essas ondas continuam a se expandir...
Como o que aconteceu e segue abaixo, para sua leitura e reflexão:

Torcedores do Japão dão show de educação e limpam estádio após jogo
A derrota para a Costa do Marfim, por 2 a 1, na estreia da Copa do Mundo, neste último sábado, não deixou os torcedores japoneses contentes. Apesar disso, a torcida nipônica deu um show de educação e civilidade após o apito final na Arena Pernambuco, no Recife: alguns ajudaram a coletar e ensacar o lixo produzido por eles durante a festa nas arquibancadas.
Torcida do Japão limpando Arena Pernambuco  (Foto: Reprodução / Facebook)

Torcida do Japão limpando Arena Pernambuco  (Foto: Reprodução / Facebook)


Pois é isso!
É exatamente isso que precisamos praticar: a filosofia dos "5S".
Que tal começar agora?

Entre em contato e vamos conversar... o momento exige essa postura, caso queiramos viver e deixar um legado para nossos descendentes e rumo ao
#bestbrasil
Welcome to "COPA DA CONSCIÊNCIA"
#itisMOREthan20cents


http://synerhgon.com.br/SYNERHS_curso_5S_TPM.htm
PS: Se gostou, compartilhe com sua rede de contatos aí na empresa e nas redes sociais. Se tiver dúvidas ou queira compartilhar suas sensações, deixe seu comentário e conversamos. Syn! Vibro que aprecie muito!

curta.contate.siga.vamos.juntos
     

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Welcome to "COPA DA CONSCIÊNCIA" _ Soccer World Cup 2014 _ Brazil em "festa"

Confesso que já faz um bom tempo que sinto, penso e repenso nisso.
E nesse momento, em que vai começar a rolar a bola em mais uma Copa do Mundo de Futebol, dessa vez em solo brasileiro, fica impossível deixar de comentar.
Aproveito o foco do tema para uma escalação campeã, com o intuito de identificar pontos importantes:

1porque sou brasileiro, como você e quase 200 milhões de habitantes do planeta.
2 _ porque gosto de futebol (já fui mais apaixonado, mas aprecio o esporte).
3 _ porque precisamos avaliar esse fato.
4 _ somos um país extremamente jovem quando comparados com outros.
5 _ ainda engatinhamos como um bebê no quesito sociedade solidária.
6 _ possuímos a maior floresta do planeta Terra.
7 _ somos um povo continental, e isso requer uma sensibilidade maior.
8 _ trazemos heranças indígenas, africanas, européias e asiáticas.
9 _ adoramos receber pessoas de outros locais do planeta.
10 _ somos divertidos, adoramos festejar a vida.
11 _ somos crianças que necessitam de disciplina e aprendizado democrático.

Vou me contentar em apenas mostrar de forma associativa o que venho refletindo, com foco em gestão entre o empresarial e o governamental.
Algumas verdades (aquelas que nos são possíveis de tomar conhecimento até hoje) precisam ser definitivamente ditas... e aqui confesso que não sou nem melhor nem pior do que ninguém.
Me confesso um eterno aprendiz, em permanente caminhada.
Porém, prestes a completar 56 anos de idade cronológica terrena, naturalmente vou adquirindo alguma capacidade de avaliar e comparar, com a devida responsabilidade, humildade, resiliência e alguma "bagagem" adquirida.

Um dos grandes desafios que qualquer negócio enfrenta é o Planejamento.
E planejar é, e sempre será, um exercício fundamental, principalmente quando se busca definir um futuro e alcançá-lo.
Todo exercício de planejar necessita atuar com duas frentes: Metas e Métodos.

O Brasil foi escolhido oficialmente para sediar a Copa do Mundo em 30 de outubro de 2007... portanto a exatos 2.417 dias corridos.
Uma vez definida a data alvo, outros detalhes e objetivos passaram a fazer parte dessa Meta. 
E nisso, nosso governo falhou.
E uma das falhas principais foi informar que o investimento financeiro seria em sua maior totalidade realizado com recursos privados, o que acabou não ocorrendo. 
Estamos e vamos bancar essa "festa"... que não será barata!
 
http://www.shineyournature.blogspot.com.br/2014/06/irritacao-shine-your-nature-fatorsyn.html

E outras falhas podemos identificar: promessas megalomaníacas, interesses escusos, infra-estrutura carente, acessibilidade deficiente, logística inexistente, tremenda burocracia (somos um país que cria dificuldades para "vender" facilidades), alterações de prioridades e desrespeito com os compromissos assumidos com os principais envolvidos, entre eles com destaque à FIFA.
Porém, quanta eficiência no quesito marketing... confundindo resultados efetivos com promoção antecipada... e novamente iremos bancar a "festa"
Vai somando quanto essa "festa" consome...
  
A segunda parte desse planejar é o Método.
O Método vai determinar a maneira que as coisas serão feitas para atingir a Meta.
Como todo negócio, quanto maior for sua complexidade, maior deverá ser o empenho dos dirigentes e suas equipes para buscarem adequar um cronograma de atividades que respeite essa data limite da Meta.

"Uma Meta sem Método só serve para gerar expectativas e depois frustração." (Rico Mäder)

E, sinceramente, estou e acredito que milhares de brasileiros, frustrados.
Outro ponto a destacar é a Liderança.
Liderança aqui é ponto fundamental, muito mais que cargos de chefia ou posições de staff no organograma... esse importante detalhe vai ser o elemento chave, que definirá toda a necessária fluidez durante o caminhar.
E novamente o governo falhou.
Quantas entrelinhas aconteceram (e acontecerão até o final do evento) indicando as deficiências nesse ponto crucial... e consequentemente lá vamos nos bancar a "festa" novamente.
Estamos sem uma eficaz Liderança... e isso atinge os três Poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário.

Andei lendo nas redes sociais que Política e Religião não se discute...
Pois graças a esse governo, cada dia mais e mais busco aprender sobre ambos.
A Política faz parte de todo e qualquer negócio, seja privado ou público, isso é fato. E precisa ser parte.
Nos trabalhos que realizo, sempre reforço a necessidade de que os departamentos das empresas criem suas políticas.
Isso é importante para que os outros departamentos entendam como acontecem as atividades daquele departamento, seus limites e as regras para o fluir, visando atingirem a Meta definida pela diretoria.
Diretoria que responde pelas Políticas da empresa... e sinceramente, muito diferente das diretorias governamentais, infelizmente :-(
Porém, existe uma linha tênue entre fazer política e realizar as atividades do cronograma.... e novamente o governo falhou.
Continua fazendo política se esquecendo que a cada novo dia é necessário revisar o passado e ajustar o esforço a ser dispendido nas atividades para se atingir a Meta.
E isso possui um custo... onde mais uma vez, essa "festa" será bancada por nós.

E um dos mais dilacerantes custos é... o custo de não faltar!
Vale aqui identificar também a relação com os clientes.
Quem são os clientes foco desse tema?
Os clientes são as pessoas que gostam do produto e serviço ofertado (no caso o futebol como produto e o torneio como um serviço).
E, que se propõem a investir para apreciar o produto e o serviço e que indiretamente, pelas suas incríveis características especiais, irão conviver comigo, com você, com cada um de nós, brasileiros pelos próximos 30 dias.
Seja o porteiro da empresa (ou o responsável na catraca dos estádios), passando pelos que realizam a operação e a produção (motoristas, jogadores, imprensas, arbitragem...) e os gestores dos departamentos (atendimento médico, infra-estrutura, manutenção...) precisamos oferecer NO MÍNIMO o melhor serviço de atendimento.

E esse serviço de atendimento ao cliente compõe-se de: atenção, comprometimento, carinho, presteza, agilidade, pronta resposta, sorriso, educação, segurança, orientação, sinceridade, verdade. Isso requer estar capacitado.
Gera aos clientes um desejo imenso de voltar e de indicar.
Sei e acredito que cada um de nós, povo brasileiro, não falharemos nesse ponto.
Mas o governo falhou e falha.... e em todas as esferas: Municipal, Estadual e Federal.
E falha muito!
Deixa seus clientes (aquele que gera resultados, lucro e principalmente rentabilidade) abandonados, esquecidos... ignorados!!!!!!
E essa ignorância gera uma tremenda "festa" que, tenho absoluta certeza, custa-nos muito caro e já não mais suportamos bancar.

Assim, bem-vindos à "COPA DA CONSCIÊNCIA".
Com toda certeza, essa será, para nós, brasileiros, a melhor Copa do Mundo.
Pois estaremos a desenvolver aquilo que será nosso maior legado: CONSCIÊNCIA.
 
http://riconaweb.blogspot.com.br/2012/03/como-vencer-pobreza-e-desigualdade.html

E com ela, estaremos a caminhar para realmente transformar nosso país Brasil em uma empresa que sabe o que quer, é ética, transparente, disciplinada, focada e busca a cada dia, por meio de instrumentos de gestão eficientes, ajustar seu planejamento, para parar com essa "festa" e poder comemorar a melhor vitória: respeito com seus clientes permanentes: nós, o povo brasileiro.

#changebrasil Welcome to "COPA DA CONSCIÊNCIA #itisnotonly20cents

Como curiosidade, nasci exatamente no instante em que a seleção brasileira conquistava sua primeira Copa do Mundo. Me considero um pentacampeão legítimo :-)
E assim, quero trocar os hashtags e a frase acima por:
#bestbrasil Isso eu apoio #vibramorar pois #itisMOREthan20cents

PS: Se gostou, compartilhe com sua rede de contatos aí na empresa e nas redes sociais. Se tiver dúvidas ou queira compartilhar suas sensações, deixe seu comentário e conversamos. Syn! Vibro que aprecie muito!

curta.contate.siga.vamos.juntos