terça-feira, 12 de agosto de 2014

Trabalho e Felicidade: algo possível? Siga 7 boas dicas de especialistas

Pois é...
Esse dilema entre trabalhar e ser feliz sempre acaba nos encontrando em algum momento da vida, certo?
E, queiramos ou não, acaba por evoluir para outros setores da nossa Roda da Vida.
Assim, como encontrar uma maneira saudável e inteligente de criarmos uma convivência entre ambos?
Encontrei um artigo que poderá lhe ajudar.
São dicas simples e complexas.... como sempre gosto de dizer!
Leia com atenção e trate de começar a praticar.
Para seu bem-estar e para que você possa, com toda sua sinergia, Ser Estar Fazer aquilo que lhe foi confiado, muito antes de aqui respirar.
Boa leitura, syn!

http://www.shineyournature.blogspot.com.br/2014/03/trabalho-shine-your-nature-fatorsyn.html

"7 Passos para Ser Mais Feliz no Trabalho, segundo a Ciência"
Por Rennan A. Julio _ revista Galileu _ (hiperlinks indicados no original)

Pesquisas mostram que bastam algumas mudanças para encontrar maior qualidade de vida.
Pode até parecer que a rotina já o engoliu e que todos os seus sonhos de universitário foram atropelados pela vida, mas sempre há como mudar a forma com que você encara o serviço. 
Pesquisas, estudos e livros mostram que somente alguns passos são necessários para uma vida mais tranquila no trabalho. 
Então veja a lista de dicas que a The Week separou para ser mais feliz com a sua profissão:

1 – Dinheiro não importa tanto assim
Por mais que pareça um pouco utópico e até mesmo inacreditável para a realidade em que nos encontramos, dinheiro não é sinônimo de felicidade. Segundo pesquisas recentes, dos fatores que fazem as pessoas felizes no trabalho, bom salário está entre os últimos.
Para uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, China, Japão e Índia pela Mercer, “base salarial” se encontra em sétimo dos 12 principais fatores para ser feliz no trabalho. 
Segundo a Harvard Business Review, “aceitar um trabalho pelo salário” é um arrependimento número um na pesquisa de carreiras.
Surpreendente?

2 – Status vale menos do que respeito
Por mais que profissões antigas, que carreguem respaldo da sociedade, possam parecer mais prestigiosas, saiba que mais vale um emprego em que se é respeitado do aquele que impõe respeito.
Segundo essa pesquisa, ser um chefe confiável – ou confiar no seu chefe – vale mais do que um aumento de 30% no salário. 
Para essa equipe, fazer parte de um grupo de colegas que gosta significa maiores chances de promoção. 
Para o sociólogo Richard Sennett, escritor do livro ‘How to Find Fulfilling Work’, respeito faz com que as pessoas se sintam “seres humanos completos, cuja presença realmente significa alguma coisa”.

3 – Fazer a diferença faz diferença
Uma lista com os “trabalhos mais felizes” foi divulgada e nas primeiras colocações pudemos encontrar:
bombeiros, professores, fisioterapeutas, psicólogos e muito mais. 
Em breve conclusão, trabalhos que trazem benefícios sociais tendem a trazer satisfação pessoal.
Para os cientistas Howard Gardner, Mihaly Csikszentmihalyi, e William Damon, pessoas que trabalham para o bem dos outros exibem altas taxas de felicidade no emprego.

4 – Use o que você tem de melhor
Procure usar o seu talento! 
Segundo esta pesquisa, trabalhar com o que gosta é responsável por grande parte das “emoções felizes” que sentimos. 
Quando incentivadas a fazerem o que sabem – e amam –, as pessoas são mais produtivas.

http://www.shineyournature.blogspot.com.br/2014/04/entusiasmo-shine-your-nature-fatorsyn.html
5 – Corra atrás do que ama
O clichê ataca novamente: 
Fazer o que ama traz benefícios muito positivos. 
Para essa pesquisa, os indivíduos entrevistados que trabalhavam com o que amavam se mostraram muito mais satisfeitos, animados e felizes com suas vidas. 
Em contraponto, demonstraram baixíssimos níveis de ansiedade e depressão.

6 – Seja autônomo
Autonomia é um dos passos mais importantes para um bom emprego. 
Sentir-se capaz de controlar o seu tempo e suas ações, sem que sejam necessárias ordens, é ideal, como diz o livro ‘How to Find Fulfilling Work’
Viva a liberdade!

7 – Pare de procurar o trabalho perfeito
O trabalho perfeito não existe! 
Pelo menos não aquele que você sonha antes de dormir... 
“o que uma pessoa pode aprender, praticamente todas as pessoas podem aprender”. 
Com isso, ele defende que a evolução dos nossos talentos seja constante, gerando a abertura de portas novas o tempo inteiro. 
Assim aumentando as chances de fazer o que gosta e, consequentemente, de ser feliz no que faz.

Então... gostou?
Fiquei aqui a pensar enquanto criava o post e relia a matéria...
Procure "sentir"aí em sua empresa isso que foi descrito acima.
E saiba que nada é mais importante que encontrar esse "estado de viver".
Somente assim, poderá se desenvolver, encarar os medos e as mudanças e principalmente os momentos de maior dificuldade, quando precisará acreditar muito em seus talentos, virtudes e em você.


http://ricomader.blogspot.com.br/2011/03/compartilhar-e-contruir-conhecimento.html


PS: Se gostou, compartilhe com sua rede de contatos aí na empresa e nas redes sociais. Se tiver dúvidas ou queira compartilhar suas sensações, deixe seu comentário e conversamos. Syn! Vibro que aprecie muito!

curta.contate.siga.vamos.juntos