segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Saúde Auditiva Ambiental: a situação urbana, os riscos, a solução

O crescimento urbano é fato.
Isso gera maiores oportunidades e como tudo na vida, possui duas polaridades: fatores positivos e negativos.

O destaque aqui é relacionado ao tema do momento, Saúde Auditiva Ambiental e, naturalmente, sua importância no dia a dia de seres humanos, que como você e eu, estamos expostos.
O grande risco se relaciona então à exposição contínua de sons que extrapolam nossa capacidade fisiológica de absorção e passam a agredir o sistema auditivo, com sequelas que só iremos nos dar conta muuuiiitto tarde, quando já não haverá mais como reverter, podendo atingir o grau mais grave: a surdez.

A situação urbana:

É nas cidades, cada dia mais invadida por meios de transporte movidos a energia fóssil (automóveis, caminhões, ônibus) que isso se reflete, além nossos locais de trabalho, lazer, exercícios e moradia, como bem mostra a matéria dessa semana da REVISTA SÃO PAULO da FOLHA (abaixo o link). 
Só para mostrar a questão, o texto informa, entre outras que:

"Todo barulho acima de 80 Decibéis é extremo e pode causar surdez a longo prazo."

 Sensonore _ Sensor Auditivo Ambiental

Convêm lembrar que essa questão da Saúde Auditiva Ambiental a que estamos expostos acontece tanto no ambiente externo quanto nos ambientes internos (escritórios, call centers, casas noturnas, salas de aula, bibliotecas, igrejas, buffets, hospitais, residências, industrias e você pode imaginar muitos outros) e vai aqui um breve resumo, para lhe ajudar com essa questão da qualidade de vida, que atinge todos os nossos sentidos.

Os riscos:

Quais são os problemas que o ruído pode causar?
O ruído pode interagir com outros perigos nos ambientes externo e interno e aumentar os riscos para a segurança e a saúde de todos nós, tais como:

perda de audição:
O ruído excessivo prejudica as células capilares da cóclea, parte do ouvido interno, conduzindo à perda de audição. "Em muitos países, a perda de audição induzida pelo ruído é a doença profissional irreversível de maior prevalência".

efeitos fisiológicos:
Existem provas de que a exposição ao ruído tem efeitos sobre o sistema cardiovascular provocando a libertação de catecolaminas e o aumento da pressão arterial. Os níveis de catecolaminas no sangue, incluindo epinefrina (adrenalina) estão associados ao stress.

stress relacionado com o trabalho:
O stress relacionado com o trabalho só muito raramente advém de uma só causa, sendo geralmente provocado pela interação de vários fatores de risco. o ruído no ambiente de trabalho pode ser stressante, mesmo em níveis bastante baixos.

risco acrescido de acidentes:
Os elevados níveis de ruído dificultam a audição e a comunicação das pessoas entre si e aumentam, por conseguinte, a probabilidade de ocorrência de acidentes. Este problema pode ser agravado devido ao stress relacionado com o trabalho (no qual o ruído pode constituir um fator).

Na faixa de freqüências de  20 até 20 kHz as ondas de  pressão no meio podem humanamente audíveis, mas com graus de sensibilidade diferente ao longo dessa faixa, devendo ser levada em consideração, também, a amplitude do som na determinação da audibilidade humana (loudness).

A solução:

Adotarmos a Saúde Auditiva Ambiental, com a prática do respeito ao próximo e aos ambientes externos e internos que vai ser muito melhor com a atitude da prevenção, que pode ser melhor aprimorada com o uso do SENSONORE (que atua, por exemplo, como a válvula da sua panela de pressão) ao informar que determinado som extrapolou, sendo preciso tomar uma atitude imediata para sua redução a níveis saudáveis.
Este aparelho, desenvolvido no Brasil, é fruto de 4 anos de pesquisa e desenvolvimento e já está à venda.
Portanto, é hora de adotar uma atitude preventiva, educar e praticar a qualidade de vida auditiva, que começa com o SENSONORE.

contatos e pedidos (atendemos todo o Brasil):
Rico Mäder
SMS_Móvel: (11) 950696490 WhatsApp
SENSONORE _ SAÚDE AUDITIVA AMBIENTAL

 Sensonore é silêncio e saúde ambiental

Saiba mais:
- Revista São Paulo, do jornal Folha de São Paulo (28/08 a 03/09):
- SENSONORE:
http://www.sensonore.com.br/

PS: Se gostou, compartilhe com sua rede de contatos aí na empresa e nas redes sociais. Se tiver dúvidas ou queira compartilhar suas sensações, deixe seu comentário e conversamos. Syn! Vibro que aprecie muito!

curta.contate.siga.vamos.juntos