sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Porque investir em capacitação gera aumento de 17% em rentabilidade ao seu negócio

Já faz mais de dez anos que iniciei o trabalho de capacitar pessoas.
Sempre acreditei e a cada dia acredito mais e mais que não é possível somente "passar" a prática. Ou somente "passar" a teoria.
Aliás, isso é algo extremamente comum em todas as empresas que trabalhei e visito.
Claro que têm seu valor.
Porém, sinto que existe um delicado "vazio" nesse método.

Ao se capacitar somente a prática ou a teoria, ocorre uma "falta" que pode representar perdas evitáveis e trazer reflexos invisíveis para as empresas.
Vamos supor que você vai aprender a fazer um bolo de cenouras com cobertura de chocolate.
Você pode acessar um website de vídeos e assistir a uma aula.
Você pode estar com um confeiteiro e assisti-lo fazer o bolo.
E você pode, também, pegar uma receita na Internet e fazer o bolo.

Qual será esse "vazio" ou essa "falta"?

Tanto um quanto o outro possibilitam a você aprender.
Mas será que o tornarão capacitado?
Será que se tornará capaz de reproduzir com sucesso o produto final?

Esse sucesso compreende aplicar com conhecimento e sabedoria cada um dos componentes da receita do bolo; se a quantidade correta está sendo aplicada; saber identificar se esses componentes estão dentro do prazo de validade; quais as ferramentas e instrumentos são os melhores para sua perfeita operação; se os equipamentos estão prontos para uso e limpos; qual é a sequencia ideal de fabricação; como medir se está de acordo com o esperado, ao final; onde será guardado após pronto e por aí vamos...

Assim, entendo que capacitar precisa unir ambos: teoria e prática.

http://synerhgon.com.br/supervisao.htm
Em meu trabalho de instrutor, busco levar a teoria para a reflexão dos participantes.
Isso inclui, como regra, ensinar a aplicação de instrumentos e ter a certeza de que sairão com confiança para colocar em prática.
Mas, sempre fico com uma tremenda dúvida.
Será que conseguirão realmente aplicar nas suas atividades diárias?
Será que ao aplicarem, e as dúvidas surgirem, terão condições de analisar e prosseguir confiantes?

Para garantir que possam obter todos os benefícios de uma capacitação, resolvi adotar o que chamei de Supervisão Focal Gratuita.
Já faz quatro anos que coloquei isso como parte do processo de capacitação.
Qual é a ideia e o desafio dessa Supervisão Focal Gratuita?

É oferecer aos participantes (e aqui deixo-os à vontade para incluírem outras pessoas de sua empresa) uma hora de conversa sobre como estão sendo aplicadas as teorias nas suas atividades, quais as dificuldades que estão a encontrar na prática, quais os reflexos que já identificaram de positivo ou negativo, entre outras avaliações possíveis.

O que isso pode significar?

Como normalmente as capacitações que realizo possuem oito horas de teoria, sinto que é meu dever disponibilizar essa possibilidade de um novo contato em futuro breve.
Sinto que oito horas pode ajudar, mas como sempre ofereço mais conteúdo e informação do que esse tempo permite, procuro ampliar a possibilidade de sucesso real do participante.
Afinal, somente terei sucesso se ele, participante, tiver ao aplicar o que foi desenvolvido na teoria em sala.
Além disso, é uma forma inteligente e sinergética de estar próximo e poder, junto com o participante, identificar pontos de conflito e dúvidas e buscar eliminá-las.

Com isso, ambos, o participante e eu, saberemos que a capacitação valeu cada segundo e mais ainda, torná-lo apto a realizar e colher os resultados.
Informações  e pesquisas recentes indicam que:

Produtividade de empresas com cultura de aprendizagem é 52% maior.
Lembrando aqui que aprendizagem deve ser constante e unir teoria e prática.

Colaboradores de empresas com cultura de aprendizagem apresentam produtividade 52% maior.
Como sabemos, "Seres Empresas" só existem e se mantêm ativas se os "Seres Humanos" que lá estão (e passam a maior parte de seu tempo) encontrarem a sinergia da motivação, da troca de experiências e conhecimento.

Empresas que investem em capacitação são 17% mais rentáveis que os concorrentes e 92% mais propensas a desenvolver produtos e processos inovadores.



Em tempos de competição global acirrada e com oportunidades de aproximação a um mercado cada dia mais conectado, torna-se evidente que lucrar é ótimo, porém gerar rentabilidade é o que vai possibilitar sua permanência ao longo do tempo.

É nisso que acredito.
É nisso que trabalho.
É assim que podemos "fazer a diferença".
Se você concordou, entre em contato agora e vamos conversar.

PS: Se gostou, compartilhe com sua rede de contatos aí na empresa e nas redes sociais. Se tiver dúvidas ou queira compartilhar suas sensações, deixe seu comentário e conversamos. Syn! Vibro que aprecie muito!

curta.contate.siga.vamos.juntos